25/10/2018 17:00:00

Inclusão em forma de dança - Projeto leva a dança gaúcha para pessoas com deficiência na APAE Sorriso

“Ai bota aqui, ai bota ali o teu pezinho, o teu pezinho bem juntinho com o meu”

E é nesse ritmo, das danças aprendidas no grupo juvenil que o  “Dança Especial”, projeto executado pela 2ª Prenda Juvenil da 3ª Região Tradicionalista do MTG do Mato Grosso, Aimê Oliveira está sendo desenvolvido na APAE Sorriso. Segundo ela a dança gaúcha pode melhorar a vida dos alunos da APAE e explorar suas potencialidades.

“Eu junto aos meus amigos da invernada juvenil e o departamento cultural do meu CTG vamos na APAE toda quarta feira para dar aulas de danças tradicionais, com participações em pequenos eventos da cidade” diz Aimê.

As músicas escolhidas, são as do manual de danças tradicionais, mas não é qualquer uma. São selecionadas as que melhor se adaptam as limitações físicas dos grupos. Segundo ela o trabalho já está sendo desenvolvido há três meses, e os alunos já aprenderam a dança do ‘pézinho’ e o maçanico.

 

As atividades do projeto Dança Especial na APAE duram cerca de uma hora, todas as quartas-feiras nos dois turnos e é monitorada pela 1ª Prenda Veterana do CTG Recordando os Pagos de Sorriso, Claudineia de Oliveira e pela mãe de Aimê, Maristela Fedrizzi, que já foi prenda de faixa no ano de 1993 e 1996 do CTG Recordando os Pagos.

 

FOTOS DA NOTÍCIA Clique na foto para abrir